BNDES enterrou R$ 8,7 bilhões em Angola, dinheiro faz falta no Brasil

O que foi gasto pelos governos petistas de Lula e Dilma em Angola e Cuba chega a mais de R$ 10 bilhões.

Os empréstimos “pós-embarque” (sem a necessidade de aprovação do Senado ou fiscalização de órgãos de controle), inaugurados no governo do PT, financiaram obras em Angola no total de R$ 8,7 bilhões. Foram hidrelétricas, aeroportos e rodovias, entre 2007 e 2014, nos governos Lula e Dilma.

Cuba – Para se ter uma ideia do rombo, o porto de Mariel, em Cuba, considerado o escândalo do BNDES, custou R$ 2,7 bilhões. 

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do blog Diário do Poder. faturaram no esquema a OAS, Odebrecht e as empresas de Eike Batista.