Câmara Municipal de Cabrália recebe  nova denúncia contra o prefeito que pode atingir o vice

Dessa vez o vice Carlos Lero (PSC) também pode estar envolvido nas irregularidades apontadas. Ele teria aditivado o contrato objeto da denúncia quando estava interino na gestão. Isso explica o real motivo da recente reaproximação dos 2 nesse momento tão conturbado da administração municipal: rabo preso!

O cerco em torno do prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Júnior (PSD), aperta cada vez mais. Investigado pela Polícia Federal na Operação Fraternos, ele também será investigado pela Câmara de Vereadores. acusado de apropriação indébita e improbidade administrativa.

Greve e nova denúncia – Nesta quinta-feira, 4 de abril, a cidade amanheceu com greve dos servidores cobrando reposição salarial de 2017 e 2018. No final do dia, a Câmara recebeu denúncia envolvendo o contrato da Construtora Jupará no valor global de R$ 1.387.258,73, licitada pela prefeitura para realizar obras de infraestrutura na cidade. A autora da denúncia é a recepcionista Sheila Rocha dos Santos.  

O vice-prefeito e o aditivo – O contrato com a Jupará iniciou com o prefeito Agnelo, mas teria sido aditivado pelo vice Carlos Lero, como interino, durante o período que Agnelo esteve afastado pela Justiça Federal na Operação Fraternos.

Com os servidores municipais em greve, Bahia40graus não conseguiu ouvir a versão dos citados.