Caso Big Card: prefeito de Cabrália pode responder por apropriação indébita

A prefeitura está descontando dos salários, mas não repassou o dinheiro para a Big Card.

A prefeitura de Santa Cruz Cabrália vem descontando todo mês dos salários dos servidores municipais os valores gastos com o cartão “Big Card”, mas não repassou à empresa que administra o convênio. O prefeito Agnelo Júnior (PSD) pode responder por apropriação indébita por conta do ato. Muitos servidores, inclusive, já deram queixa-crime na delegacia territorial da cidade.

Big Card é um sistema parecido com cartão de crédito que foi implantado pelo prefeito Agnelo logo após a sua volta do afastamento imposto pela Operação Fraternos. Depois de intensa propaganda e pressão para que os servidores e o comércio local aderissem, a prefeitura parou de repassar o dinheiro descontado do funcionalismo.

O convênio foi suspenso pela Big Card e as lojas estão cancelando a parceria. O comércio tomou grande prejuízo e os servidores ainda podem ter o nome sujo no SPC. Quem vai pagar por isso?