Governo Bolsonaro quer mudar livros que falam da ditadura militar

O ministro da Educação, cujo nome nem merece ser citado aqui, saiu com mais uma pérola: alterar a história do Brasil contada nos livros didáticos, para apagar da memória da ditadura militar no Brasil – 1964 a 1985. Ele quer que a versão contada seja a de que não houve golpe militar nem ditadura e sim um “regime democrático de força”.

HISTÓRIA – Os fatos comprovados de houve golpe de estado, seguido de 21 anos de ditadura militar, prisões ilegais, tortura, assassinatos são irrefutáveis.