Marido da prefeita de Itagimirim segue mandando na cidade como eminência parda

Acusado de desviar recursos públicos quando foi prefeito, Giovanni Brillantino continua sendo o coronel de Itagimirim, à revelia da lei, pois não pode assumir cargo público diante da sua condição jurídica.

A prefeita Devanir Brillantino (MDB) parece fantoche manipulada pelas mãos do marido Giovanni, muito mais experiente e também conhecedor dos arranjos políticos e administrativos. Principalmente das licitações. Os dois têm discutido e discordado sobre algumas questões da prefeitura.

Enquanto aguarda apreensivo a próxima sentença, provavelmente desfavorável, que pode ser decretada pela Justiça a qualquer momento, Giovanni segue dando as ordens diretamente do “Confessionário”, apelido dado ao escritório mantido pelo ex-prefeito na cidade, onde recebe secretários municipais, vereadores e demais lideranças. Manda quem pode, obedece quem tem juízo.

Itagimirim fica à margem da BR 101, a 600 km de Salvador, tem área de 817,306 km² e população de 7.384 habitantes (IBGE/2014).