Ministro da Educação na fila de demissão. O Brasil agradece

No café da manhã de Bolsonaro com jornalistas, o presidente disse que está claro que o ministro da Educação, Ricardo Vélez, tem problemas de gestão. Míriam Leitão destaca que o ministro claramente não deu certo. Não só ele, como a equipe dele. A decisão de Bolsonaro sobre a permanência ou não do ministro no cargo deve ser tomada nesta segunda-feira. ‘A gente está errando em uma área que não pode errar’. Essa semana, Vélez ameaçou fazer uma revisão nos livros didáticos que contam a história do golpe de estado de 1964, que resultou na ditadura militar no Brasil por 21 anos.