Pesquisa CNT é precoce, não se avalia um governo antes dos primeiros 100 dias

A avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro ficou em 38,9%, contra 19,0% de avaliação negativa. Para 29,0%, a avaliação é regular e 13,1% não souberam opinar. A aprovação do desempenho pessoal do presidente atinge 57,5% contra 28,2% de desaprovação, além de 14,3% que não souberam opinar.

A pesquisa contratada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) tem o claro objetivo de induzir a opinião pública, afinal, não se avalia um governo que ainda nem completou os primeiros 100 dias. Bolsonaro passou duas semanas dos 58 dias de mandato no hospital e o novo Congresso começou a legislar em 1º de fevereiro. É muito pouco tempo, portanto, para se avaliar alguma coisa, ainda mais com 90% da grande mídia bombardeando o Planalto.

Mais númerosRealizada de 21 a 23 de fevereiro de 2019 e divulgada no dia 26 de fevereiro, a pesquisa CNT ouviu 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 estados das 5 regiões do país. O estudo mostra a avaliação dos índices de popularidade do governo e pessoal do presidente Jair Bolsonaro. Mede ainda a expectativa da população em relação ao emprego, à renda, à saúde, à educação e à segurança pública nesse início do novo mandato presidencial.

A pesquisa traz também o que a população pensa sobre:

1 – Reforma da Previdência

2 – Posse de arma

3 – Pacote anticrime e combate à corrupção

4 – Novos ministérios

Há ainda um bloco específico sobre tecnologia e inovação. Os entrevistados responderam, por exemplo, se acham que a tecnologia coloca o emprego deles em risco.

 

error: