Ex-presidente da Comissão de Licitação de Porto Seguro tá na lista dos presos pela PF na semana passada

Segundo o jornal A Ragião, sediado em Itabuna, sul da Bahia, mais dois empresários envolvidos em fraudes de licitações em 24 prefeituras do Sul da Bahia foram presos na quarta-feira (7/11) pela Polícia Federal, na operação Sombra e escuridão, um dia após operação conjunta com a Corregedoria Geral da União (CGU) para desarticular o esquema montado pela quadrilha. De acordo com o site, a PF prendeu também Ginaldo Pinheiro Smith Filho (ex-presidente da Comissão de Licitação de Porto Seguro, que também trabalhou em Eunápolis),

Apesar de não divulgado oficialmente, uma fonte envolvida na operação teria repassado para o jornal A Região os nomes dos presos:

1 – Alfredo Santana Baracat

2 – Antonio Baracat Habib Neto

3 – Everinaldo Silva Melo

4 – José Roberto Santos Neto

5 – Luís Inácio Chaves Castro

6 – Natalício Souza Neves

7 – Renovando Gonçalves da Costa

8 – João Ricardo Guimarães Habib

9 – Washington Luiz Nascimento de Santana

10 – Roseildo Silva Costa

11 – Ivana Lima Freitas

A PF investiga licitações feitas entre 2013 e 2018 com as empresas Engenmax, Status, Construmil, RBS Construtora, Climaseg (Ituberá) e Lua Branca Intermediação de Serviços e Agenciamento, com base na cidade de Igrapiúna. Segundo a polícia, neste período ao menos 15 empresas envolvidas no esquema realizaram com as prefeituras contratos fraudulentos de cerca de R$ 34 milhões. As empresas simulavam concorrência e fraudavam procedimentos licitatórios, com modificações dos contratos de forma ilegal. Também promoviam subcontratações ilícitas a fim de desviar os recursos. Foi determinado pela Justiça Federal de Ilhéus o bloqueio de valores e bens até R$ 28,2 milhões e o afastamento de um dos investigados do cargo público que exercia – o nome não foi revelado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *