Prefeito e presidente da Câmara de Cabrália ensaiam rompimento

Eles são do mesmo partido (PSD), caminharam juntos até agora, passo a passo, mas estão com relacionamento trincado.

Em reunião com um grupo de moradores da orla norte de Santa Cruz Cabrália, no fim de semana, o prefeito Agnelo Júnior culpou o presidente da Câmara, Romali Pairana, de ter engavetado 2 projetos que ajudariam a prefeitura a resolver algumas pendências do município, na visão dele:

1 – Um projeto relacionado à privatização da água, que prevê uma Parceria Público-Privada (PPP);

2 – Outro que autoriza o gestor a tomar R$ 15 milhões emprestados junto a um banco estatal.

O prefeito não levou nenhum vereador com ele à reunião. Romali, que não esconde o desejo de se candidatar a prefeito em 2020, reagiu ventilando nos bastidores que ele estaria se afastando do prefeito, embora não apontasse o motivo. A questão é: até que ponto essa conversa é verdadeira?

Por trás das cortinas há rumores de que a “briga” dos 2 aliados estaria relacionada à cobrança de dívidas e não a divergências políticas. Não dá mais pra separar. A queda de um será o tombo do outro.