Menu
Banner Prefeitura TOPO
17 de Dezembro de 2017

Denúncia mostra ratos em depósitos de trigo no porto de Salvador. Codeba nega

Funcionários da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), responsável pela adminstração dos portos de Aratu, Ilhéus e Salvador, flagraram ratos e pombos em meio ao trigo estocado no galpões. De acordo com um funcionário que não quis se identificar, sequer existe esterelização e o trigo chega a ficar até seis meses armazenado e acaba apodrecendo. A denúncia já foi encaminhada para a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) e também para o Ministério Público.

Através de uma nota, a Codeba informou que uma equipe técnica fez uma inspeção nas áreas dos armazéns e não foi encontrada nenhuma irregularidade. Mesmo assim, foi determinada a realização de uma apuração mais detalhada para verificar se há fundamento em relação à denúncia. A Codeba ainda afirmou que existe montagem nas imagens feitas pelos funcionários da companhia e que realiza detetização em todas dependências. Do R7.

Leia mais ...

Secretário de ACM Neto nega participação na máfia do ISS


Após ser citado indiretamente por um dos investigados da operação que investiga desvios de quase R$ 500 milhões do Imposto Sobre Serviços (ISS), da cidade de São Paulo, o secretário da Fazenda de Salvador, Mauro Ricardo Costa, garantiu que as acusações são “absolutamente infundadas”.

De acordo com o secretário da capital baiana, que foi titular da pasta em São Paulo até o final de 2012, as insinuações do ex-subsecretário paulistano, Ronilson Bezerra Rodrigues, preso após a deflagração da operação, trata-se de tentativa de desviar o foco das apurações. Escutas telefônicas autorizadas pela Justiça trouxeram uma fala em que Rodrigues, sem citar nomes, afirma “que secretário e prefeito tinham ciência de tudo”. Mauro Ricardo reiterou que, “caso o senhor Ronilson esteja se referindo a mim, as acusações são absolutamente infundadas e as investigações do Ministério Público comprovam isso”.

Apesar da negativa do secretário da Fazenda soteropolitana, o Ministério Público afirma que, a depender das informações obtidas ao longo das investigações, o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e o próprio Mauro Ricardo podem ser ouvidos. Por meio de nota, o ex-secretário paulistano ressaltou que, quando assumiu a pasta, em 2011, Ronilson já ocupava o cargo de subsecretário da Receita Municipal e sofreu investigação decorrente de denúncia anônima. Após a investigação, ele foi exonerado do cargo em 19 de dezembro de 2012.

Segundo ele, gravação divulgada ontem foi de uma conversa ocorrida quando ele já tinha conhecimento da nova investigação a que estava submetido e suas palavras demonstram uma vã tentativa de desviar o foco das apurações. Ainda na nota, Mauro Ricardo reafirmou a certeza de que o Ministério Público de São Paulo apresentará toda verdade sobre os lamentáveis fatos ocorridos. Informações da Tribuna da Bahia.

Leia mais ...
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777