Menu
Banner Prefeitura TOPO
25 de Setembro de 2018

Belmonte recebeu mais de R$ 9 milhões do Fundeb no semestre, segundo apuração da TV Santa Cruz

População está dividida sobre fechamento da prefeitura esta semana para conter gastos.

 

Será que o prefeito de Belmonte, Janival Andrade, está chorando de barriga cheia? Segundo a TV Santa Cruz, o município recebeu mais de R$ 9 milhões do Fundeb nos primeiros 6 meses deste ano. Janival, que é irmão do deputado estadual Jânio Natal, alega que a crise está “insustentável” e que a prefeitura acumula um déficit mensal de R$ 500 mil no Fundeb, sendo que no ano passado a conta na Educação teria ficado no vermelho em mais de R$ 5 milhões. A população está dividida sobre a medida radical que o prefeito disse ter tomado para chamar a atenção do governo federal sobre o cenário da crise local.

CLIQUE AQUI PARA LER MAIS SOBRE O ASSUNTO

Leia mais ...

Prefeito de Belmonte fecha a prefeitura alegando crise financeira

O prefeito de Belmonte, Janival Andrade, eleito vice na chapa com o irmão Jânio Natal em 2016, assumindo após a renúncia surpreendente de Jânio, que preferiu continuar como deputado estadual, decretou recesso de uma semana na prefeitura local alegando crise financeira, fechando a prefeitura e aproveitando que a rede municipal de ensino está de férias. A medida radical está sendo atribuída a queda de 37% na receita do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), cenário previsto pelo Bahia40graus logo após a greve dos caminhoneiros. Janival também reclama da queda nos repasses do Fundeb.  

Quase tudo parado - Todas as atividades da prefeitura estão suspensas a partir desta segunda-feira, 16 de julho, retornando na outra segunda (23). De acordo com Nota enviada à imprensa, durante o recesso só funcionarão os serviços essenciais (já precários): postos de saúde e limpeza pública, além das emergências que demandem ação da prefeitura.

MATÉRIA ATUALIZADA ÀS 10:13 HS PARA CORRIGIR INFORMAÇÃO DE QUE AS ESCOLAS TINHAM SIDO FECHADAS

Leia mais ...

Crise no comércio de Eunápolis reflete “instabilidade política e econômica no país e região” diz presidente eleito da Associação Comercial

  • Publicado em Bahia

Eunápolis, no extremo sul da Bahia, vive uma crise preocupante nas vendas do varejo, com lojas fechando e desemprego crescente, criando incertezas quanto ao futuro da economia da cidade, que hoje se segura, basicamente, graças à massa salarial da prefeitura, Veracel (que agrega também a massa salarial dos terceirizados) e o bom desempenho da agropecuária. O cancelamento da festa do Pedrão pela prefeitura, por dificuldades financeiras, agravou ainda mais o cenário.  

Instabilidade - Para o presidente eleito (mais uma vez) da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Eunápolis (ACIAE), Mirabeau Andrade, essa crise local reflete a “instabilidade política e econômica no país e na região”, e estaria “criando medo nos empresários para investirem mais”. O presidente da ACIAE admite que a agricultura familiar e a agropecuária estão conseguindo obter melhores resultados com a crise.

Além de Mirabeau, que é professor de empreendedorismo, a nova diretoria da Associação Comercial e Industrial de Eunápolis, eleita recentemente, conta ainda com Fito Matos, empresário do ramo imobiliário; Anderson Mota, consultor administrativo e Admir Vetler, economista.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777