Menu
Banner Prefeitura TOPO
24 de Abril de 2018

Eunápolis terá ou não candidato próprio a deputado?

Onde estão os políticos de Eunápolis a pouco mais de 6 meses das eleições? Será que pela primeira vez nos 30 anos de emancipação a cidade não terá candidato próprio?

1 - Não vamos levar em conta o capricho da família Carletto de lançar candidato um jovem despreparado politicamente, que não representa os anseios do município;

2 - O grupo da “Renovação” (leia-se Robério Oliveira e Neto Guerrieri), internamente trincado, mas ainda coeso eleitoralmente há anos, precisa definir uma candidatura como salvação política, tanto para defesa no campo jurídico, quanto para manter a representatividade no campo Legislativo, coisa que vem sendo frustrada a cada eleição, com a eleição para Assembleia de Cláudia (2010) e depois Robério (2014), que cumpriram apenas 2 anos de mandato cada um;

3 - Larissa é outra hipótese, mas teve o projeto interrompido após a Operação Fraternos. Também ainda é verde e segue a herança política familiar, cujo espólio ainda conta muito, por isso não está 100% descartada. O problema maior será de onde virá o financiamento da campanha? E se haverá clima para sua candidatura com tão pouco tempo de planejamento;

4 - Neto Guerrieri é o nome mais viável do grupo, embora venha negando a disposição de se candidatar. De novo, ele vê o cavalo passar selado à sua frente, mas até que ponto o ex-prefeito estará disposto a encarar uma campanha eleitoral sob o bombardeio que se tornou a política local e regional?

5 – Na oposição, o grupo do ex-prefeito Paulo Dapé ventila rumores de bastidores, mas nenhum candidato real foi apontado. O nome de um ex-executivo da Veracel começou a ser cogitado timidamente, sem consenso ainda. E só.

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do Bahia40graus

Leia mais ...

13º Forum Social Mundial começa dia 13 em Salvador

O 13º Fórum Social Mundial (FSM) acontece de 13 a 17 de março em Salvador, com a maior parte das atividades na Universidade Federal da Bahia (Ufba). Representantes de vários movimentos sociais estarão presente ao evento.

Serão mais de 1.500 atividades sobre temas como ancestralidade, luta das mulheres, cultura de resistência, territorialidade, direito à cidade, educação e ciência, emancipação e soberania dos povos, entre outros. Marchas, assembleias e debates farão parte das ações, de acordo com o jornal A Tarde.

Resultado de imagem para 13º FORUM SOCIAL MUNDIAL SALVADOR

Para o reitor da Ufba, João Carlos Salles, a ampliação de direitos e resistência democrática são características do espírito do FSM. “A Ufba se une a movimentos sociais, diversas organizações, à Uneb e outras universidades do estado e do País. Faremos um fórum com muita responsabilidade, lucidez e a profundidade que o momento nacional requer”, disse o reitor.

Leia mais ...
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777