Menu
21 de Janeiro de 2018
GERALDINHO ALVES

GERALDINHO ALVES

Senador Otto Alencar descarta participação de seu filho na chapa de Rui Costa

O senador Otto Alencar (PSD) disse que é “mentira” a informação da coluna Satélite, do jornal Correio, sobre a possibilidade de seu filho integrar a chapa majoritária de Rui Costa (PT) como vice. “Meu filho (que também se chama Otto Alencar) é pré-candidato a deputado federal”, disse o senador ao site Bahia.ba. 

O senador do PSD disse ainda que a opção da legenda depende de João Leão (PP), mas que seu filho está totalmente fora de chapa majoritária. “Em hipótese nenhuma, ele estará (na chapa majoritária). Ele está começando a vida política agora”, afirmou Otto. 

O senador disse ainda que o PSD aposta em dois nomes para a vaga no Senado ou como vice de Rui: os deputados Ângelo Coronel (estadual) e Antônio Brito (federal).

Vice de Rui Costa pode ser do PSD, filho de Otto Alencar surge no cenário

Começam a surgir muitas especulações sobre a chapa que o governador Rui Costa (PT) pretende concorrer à reeleição em outubro. O PSB emitiu nota reafirmando apoio a Rui, mas sugere, lógico, a dupla Lídice – Wagner para o Senado, o que será muito pouco provável.

Como o PSD tem vaga garantida, começa a surgir até o nome do filho do senador Otto Alencar, Ottinho da Desenbahia, na disputa pela vaga de vice, caso o atual vice João Leão (PP) queira concorrer ao Senado. Essa alternativa foi ventilada na coluna Satélite, do jornal Correio. 

Quem perderia o jogo no caso seria o presidente da Assembleia, deputado Ângelo Coronel (PSD), franco atirador ainda com muita bala na agulha pra gastar até a definição da chapa.

Embasa diz que ‘falha eletromecânica’ causou falta de água em Eunápolis. Desculpa padrão

Depois que o Bahia40graus entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Embasa, em Salvador, buscando as causas da interrupção no fornecimento de água neste fim de semana, a estatal enviou à Redação do site uma Nota justificando que “uma falha eletromecânica em equipamento do sistema de abastecimento de Eunápolis” teria afetado o fornecimento de água na cidade.

É a mesma justificativa dada em outras cidades quando o abastecimento afeta muitos bairros: 'pane no sistema eletromecânico', como no caso de Vitória da Conquista, em novembro. A Embasa culpa a Coelba e o consumidor é quem paga a conta. 

A empresa estatal diz também na Nota que “o abastecimento está ocorrendo com vazão reduzida desde às 14 horas de domingo (14)”, o que não é a realidade da maioria dos bairros atingidos onde não cai uma gota dágua nas torneiras.

A Embasa diz ainda que “o serviço de manutenção emergencial já foi iniciado e tem previsão de conclusão no final da tarde desta segunda-feira, 15 de janeiro, quando o abastecimento começará a ser normalizado nas áreas afetadas: Pequi, Moisés Reis, Alecrim I e II, Minas Gerais, Residencial Parque da Renovação, Colonial e Itapoã”, coincidentemente os mais populares da cidade.

A Embasa recomenda ainda “que os moradores façam o uso racional da água no período”, invertendo o que acontece há anos no município, já que o racionamento é realizado de forma impositiva pela empresa toda semana. 

A interrupção do fornecimento de água em Eunápolis é constante e vem ocorrendo com maior frequência neste verão, principalmente nos fins de semana, pegando os moradores de surpresa. A Embasa não avisou nas redes sociais nem na imprensa local sobre a “falha eletromecânica”. Impressionante que a empresa não tem Plano B para situações de emergência. 

Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777