Menu
Banner Prefeitura TOPO
20 de Julho de 2018

Prefeitura de Porto Seguro nega pagamento a médico falecido no ano passado

Prefeitura de Porto Seguro nega pagamento a médico falecido no ano passado PREFEITA CLÁUDIA E SECRETÁRIO DE SAÚDE KERRYS

A Secretaria de Saúde de Porto Seguro enviou Nota ao Bahia40graus esclarecendo a situação do médico Vinícius Vilace Barros, falecido em 8 de dezembro de 2017, objeto de denúncia feita na rádio 88FM, pelo ex-prefeito Ubaldino Pinto Júnior. Segundo o ex-prefeito, a prefeitura continuou efetuando pagamentos - na gestão interina de Beto Axé Moi - a Vinícius mesmo após sua morte, inclusive enviando ao SUS a produção de procedimentos médicos do referido profissional.

 

De acordo com a Nota de Esclarecimento, “não há registro de produção do profissional médico nos bancos de dados oficiais do Ministério da Saúde a partir de 7 de dezembro de 2017, de acordo com informações do Sistema de Saúde da Atenção Básica – SISAB, por intermédio do sistema de alimentação e-SUS/AB, nem tão pouco, rendimentos em nome do referido profissional médico desde a data do seu falecimento”, diz o documento da Secretaria Municipal de Saúde.

 

A Nota justifica entretanto que “a base de dados da competência de janeiro de 2018 do CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde) foi processada e transmitida (ao Ministério da Saúde) com algumas inconsistências no envio da remessa da carga definitiva, na Base de Dados Nacional, o que somente foram concluídos ajustes em março de 2018, justificando o fato do profissional médico Vinícius Vilace Barros ser desligado do CNES somente nesse período”, diz o documento da prefeitura.

 

Resumo da ópera - Pelo que se entende das explicações, trata-se de uma discrepância de data e não de fraude. A Secretaria de Saúde de Porto Seguro afirma que não houve nenhuma produção de serviços ou pagamento ao médico Vinícius após sua morte, mas um envio atrasado dos dados referente ao profissional ao sistema do Ministério da Saúde (SUS). Pelo sim, pelo não, está aí uma boa pauta para uma auditoria da Sesab e do SUS, com total transparência, e também um esclarecimento público do secretário Kerrys na Câmara de Vereadores, mostrando a documentação que justifica a regularidade dos atos.

 

 

A imagem pode conter: texto

voltar ao topo
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777