Pedrão de Eunápolis e demais eventos juninos na Bahia devem ser cancelados

Com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, declarando na quinta-feira, 13 de março, que teremos pela frente “20 semanas muito duras” por causa da chegada da pandemia do novo coronavírus ao Brasil, as tradicionais festas juninas no estado estão ameaçadas por acontecerem no período previsto pelo ministro como crítico.

Devem ser cancelados, por exemplo, o Pedrão de Eunápolis; o São João Elétrico de Porto Seguro e outras festas juninas tradicionais no interior. O motivo é simples: aglomeração de grande público é fonte transmissora da doença. 

Já cancelados

A festa de aniversário de Salvador, com shows antes e depois da data de 29 de março, quando a capital baiana faz 471 anos, foi cancelada pelo prefeito ACM Neto. 

A Micareta de Feira de Santana, de 23 a 26 de abril, também foi cancelada pelo prefeito Colbert Martins. 

Em Porto Seguro, o Festival de Música de Trancoso agora em março, entrou na lista de eventos cancelados por conta da pandemia do novo coronavírus, cujos casos na Bahia e no Brasil começam a crescer. 

error: