São João na Bahia sem chance de acontecer, diz tesoureiro da UPB

Pode esquecer as festas juninas. Tonhão em Cabrália, São João Elétrico em Porto Seguro e o Pedrão em Eunápolis já estão pré-cancelados.

A arrecadação dos governos vai cair muito e o repasse para as prefeituras – o FPM – vai sofrer um baque nos próximos meses devido a suspensão das atividades econômicas no país como medida de combate ao coronavírus. .

O 1º tesoureiro da União das Prefeituras da Bahia (UPB), Marcão Cardoso, disse ao jornal Correio, na quinta-feira, 19 de março:

“O Governo da Bahia nos passou que o pico da doença é entre abril e maio, meses em que as prefeituras realizam licitações para a festa e as particulares se organizam. Junho ainda vai ser mês de preocupação e, somente em julho ou agosto é que teremos estabilidade. Então, isso, aliado à queda de FPM, resultará em suspensão do São João, será inevitável”. Marcão é prefeito de Santana e presidente do Consórcio de Saúde da Bacia do Rio Corrente.

error: