ACM Neto diz que fala de Bolsonaro foi ‘irresponsável’

Prefeito de Salvador disse que vai conversar com Mandetta.
O prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas (DEM), ACM Neto, voltou a rechaçar o pronunciamento no qual o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou o fechamento de escolas e do comércio, contrariou orientações dos órgãos de saúde e atacou governadores por estes adotarem medidas restritivas para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, 25 de março, ACM Neto se disse “duplamente perplexo” com o teor da fala “irresponsável” do presidente.

“Confesso que ontem fiquei duplamente perplexo: de um lado como prefeito; do outro lado, como cidadão. Considero que as declarações do presidente são lamentáveis e inaceitáveis. Nós temos feito um esforço absurdo, prefeitos e governadores em todo o Brasil, para adotar medidas de restrição do fluxo de pessoas nas ruas”, disse o prefeito ao ser questionado pelo site Bahia.ba.

ACM Neto afirmou que, após a investida de Bolsonaro, ainda não conversou com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, um dos seus aliados que fazem parte do governo.

“Não falei com o ministro da Saúde depois do pronunciamento do presidente da República exatamente para hoje não responder por ele a vocês e para poder ter a liberdade de falar o que penso, como cidadão e como prefeito da nossa cidade. Se eu tivesse falado com o ministro, eu teria a obrigação de reportar a vocês a conversa que tive com ele”, respondeu Neto.

Informações e foto: Alexandre Santos / Matheus Morais