Medida Provisória libera R$ 5 bilhões para o turismo

Crédito emergencial demorou, mas vai beneficiar todo o setor, incluindo micros e pequenos negócios. Empresários do turismo não estão conseguindo crédito nos bancos – nem públicos nem privados. Muitas empresas foram forçadas a demitir. O setor foi o primeiro a parar e pode ser o último a voltar com força total após a pandemia do novo coronavírus.  

A Medida Provisória (MP) nº 963/2020 foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro na sexta-feira, 8 de maio.

Os R$ 5 bilhões vão para o caixa do Fundo Geral do Turismo (Fungetur) e será aplicado no financiamento da infraestrutura turística nacional, segundo o texto divulgado no Diário Oficial da União.

O ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio disse que o crédito emergencial vai beneficiar toda a cadeia do setor, incluindo os micro e pequenos negócios. 

A MP tem força de lei e já está em vigor, mas ainda será analisada pelo Congresso Nacional.