Vereadores de Eunápolis não querem derrubar decreto do prefeito que demitiu professores

Spread the love

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Eunápolis está sendo adiada para a semana que vem por falta de entendimento entre os edis. A manobra visa evitar a votação que pode derrubar o pacote de maldades do Decreto do Executivo 9028. 

Isso porque o advogado e vereador Jota Batista elaborou um Decreto Legislativo para sustar os efeitos do Decreto do Executivo 9028, que demitiu professores seletivados e cortou direitos e salários dos professores efetivos.

Muitos argumentam que o decreto estaria legal, embora seja perverso. Outros, como Jota Batista, apontam ilegalidades constitucionais. O debate é longo.

Covardia

Muitos vereadores não querem enfrentar o ‘chefe’, ou seja, o prefeito. Mas essa covardia pode significar ter que pagar um preço alto nas urnas. 

Fome

Enquanto isso, professores estão gritando em vão. Os seletivados demitidos já estão até pedindo doações nas ruas para aqueles que não conseguem mais se sustentar sem trabalhar. 

Lembrando que a economia do município está parada por conta do coronavírus, apenas com as atividades essenciais funcionando. 

error: