Em video médico chama gestão da Saúde em Eunápolis de “homicida”

Spread the love

Acusações do doutor Anderson Ricelli contra a gestão do Hospital Regional de Eunápolis são graves e precisam ser apuradas pelo Ministério Público e autoridades policiais. Estadual e federal.

Correligionários do prefeito atacam o médico, associando ele a opositores, mas não mostram provas de que as denúncias seriam infundadas. Só uma investigação policial isenta no hospital pode esclarecer os fatos. Estaria o médico mentindo? Ele diz que tem provas e vai apresentar em juizo.

Dr Anderson Ricelli

Até a semana passada, o médico trabalhava no Hospital Regional. Depois que ele gravou áudios e vídeos denunciando o descaso no Regional teria sido demitido, segundo a imprensa ligada ao prefeito. Riceli teria sido demitido sem comunicação prévia, segundo ele. O médico revela no vídeo que faltou a um plantão para não ter que “matar” pessoas.

Em meio a pandemia, o o governo Robério agoniza, cometendo um erro após outro. O secretário de Saúde, Jairo Júnior, está demissionário e vai deixar a pasta sem ter executado ações eficazes para combater a doença na cidade, sem mostrar nenhuma transparência com os gastos da saúde e carregando nas costas acusações que precisa esclarecer à sociedade. 

As denúncias do médico do Hospital Regional não podem passar em branco, precisam ser apuradas de verdade. Chega de passar a mão pela cabeça e fingir (isso vale para autoridades e sociedade civil organizada) que a Saúde pública em Eunápolis está normal. Não está e faz muito tempo. Uma série de outras denuncias de pacientes, servidores e apuradas pela imprensa há anos ficam sem resultado na maioria das vezes. Agora, pela primeira vez, um médico rompe o silêncio e solta o verbo.

error: