Bebê morre após parto sem acompanhamento médico e pais acusam hospital de negligência em Eunápolis

Spread the love

Segundo Scarlat Soares, o recém-nascido, que se chamava Lorenzo, o parto foi normal, mas não teve assistência de nenhum médico e que não foi feita limpeza no corpo do bebê. Ela teve alta, mas a mãe precisou voltar ao hospital após o corpo do bebê ficar roxo. 

Na reportagem de Taísa Moura, da TV Santa Cruz, na quinta-feira, 3 de julho, Scarlat conta que foi atendida por uma médica clínica, que teria pedido para “fazer massagem” no peito do recém-nascido porque aquilo seria normal. Era pra ser atendida por um(a) pediatra ou até mesmo obstetra.

Mas o estado de saúde de Lorenzo se agravou e ele precisou ser entubado, no sábado (27 de junho), vindo a óbito na tarde do dia seguinte, conta a mãe do bebê. “Falaram que ele engoliu placenta e líquido amniótico. O que ele engoliu generalizou no corpo dele, ficou preso no pulmão e na barriga”, disse Scarlat.

A diretoria médica do hospital ainda não deu esclarecimentos. Os médicos não falam com medo de retaliação, o secretário de Saúde estava demissionário (voltou atrás?). A diretora administrativa, Valéria Carvalho, tratou o caso como um óbito normal, na maior frieza, em frente à câmera da TV. Também disse que não era preciso abrir inquérito.

Quem vai apurar o caso?

Será que dessa vez teremos a Polícia Civil apurando o caso? A comissão de saúde da Câmara de Vereadores vai acompanhar? O Conselho Municipal de Saúde vai continuar de olhos fechados? O Conselho Regional de Medicina vai fazer o que? O Ministério Público vai atuar?

Não é a primeira e certamente não será a última denúncia de negligência envolvendo o hospital regional de Eunápolis.

Clique no link para ver a reportagem da TV Santa Cruz

http://g1.globo.com/bahia/batv/videos/t/edicoes/v/apos-morte-de-recem-nascido-familia-acusa-hospital-de-negligencia-em-itabuna-sul-da-ba/8670196/

A saúde de Eunápolis está desse jeito!

error: