Porto Seguro: Projeto Árvore do Bem presta contas do quanto já arrecadou e o que fez com o dinheiro

Spread the love

Movimento vem crescendo com adesão de empresários e entidades, preocupados com a falta de leitos de UTI e medicamento para o combate à Covid na cidade.

O projeto Árvore do Bem, criado em Porto Seguro, já arrecadou um total de R$ 430 mil reais em doações de empresários e entidades. Parte do dinheiro, foi destinada a compra de medicamentos para doação à prefeitura e ao hospital do Estado, Luís Eduardo Magalhães (HLEM). 

Segundo nota enviada pelo movimento ao Bahia40graus, R$ 50 mil foram gastos na compra de medicamentos doados à Secretaria Municipal de Saúde, para uso nos protocolos de tratamento precoce da Covid (veja video abaixo) e outros R$ 60 mil na aquisição do sedativo Fentanila, utilizado na intubação de pacientes internados no HLEM, que precisam de auxílio para respirar. Este sedativo doado ao HLEM está em falta no país.

Secretário de Saúde de Porto Seguro fala dos medicamentos doados pela Árvore do Bem

Ainda segundo a organização da Árvore do Bem, o movimento pretende direcionar os R$ 320 mil restantes para auxiliar na ampliação de mais 10 leitos de UTI em Porto Seguro, a ser instalados no hospital particular Neuroccor, de acordo com acertos entre o governo estadual (Sesab) e o hospital, como alternativa mais viável para que a cidade conte com mais UTI a curto prazo.

Como será

O governo ficou de ceder, temporariamente, em comodato, 10 respiradores e 10 monitores cardíacos para ser utilizados pelo Neuroccor durante a pandemia. Além desses itens, existem outros investimentos necessários para viabilizar a implantação das UTIs, sendo que uma parte caberá ao próprio hospital e outra parte poderá vir através dos recursos arrecadados junto aos empresários e entidades pela Árvore do Bem.

Em reunião com a direção do Neurocor, na última terça (21/7), ficou acordado que o aporte financeiro da Árvore do Bem será realizado, imediatamente, após a instalação das UTIs com a garantia de estarão em funcionamento.

“Essa é uma maneira de dar segurança aos nossos parceiros institucionais e aos parceiros que estão fazendo os aportes financeiros. Outros parceiros estão chegando e a Árvore está crescendo diariamente. Esperamos em breve estar colhendo os frutos dessa união em prol de Porto Seguro.”, informou um dos idealizadores do projeto.

Da Redação/Bahia40graus

error: