Ronaldo Carletto vai devolver R$ 17,6 mil após denúncia

Surtiu efeito a denúncia do youtuber do instituto OPS, que encontrou notas de abastecimento da frota da Brasmoto, concessionária da Honda de propriedade da esposa do deputado federal Ronaldo Carletto (PP-BA), na lista de cupons fiscais reembolsado ao deputado, na verba indenizatória.

Carletto reconheceu o que chamou de “falha na emissão de cupons fiscais por parte do posto de gasolina”. O valor a ser devolvido foi R$ 17,6 mil.  

Entenda a “falha”

Por mês, deputados têm à disposição recursos financeiros de origem pública para o custeio de seus mandatos, a chamada verba indenizatória. Os valores variam de acordo com o estado de origem do deputado que, no caso de Ronaldo Carletto é de R$ 39 mil.

Para ter acesso ao dinheiro é preciso apenas que o deputado apresente a nota fiscal da despesa à Câmara que, após verificação superficial, deposita o valor do ressarcimento diretamente na conta do parlamentar.

A emissão de notas fiscais eletrônicas (NF-e) pode ocorrer como troca de vários cupons eletrônicos e foi aí que o deputado e seus assessores se enganaram. 

Várias notas fiscais foram complementadas por cupons fiscais emitidos em favor da empresa Brasmoto, concessionária Honda da cidade de Eunápolis. Na prática, o deputado usou dinheiro público para abastecer a frota da Brasmoto.

VIDEO DA OPS – ASSISTA