Superfaturamento na compra de combustíveis em Porto Seguro

TCM diz que houve irregularidades na licitação e condena prefeita Cláudia Oliveira (PSD) a devolver – do próprio bolso – o dinheiro pago a mais: R$ 78 mil, com correção monetária.

A prefeita Cláudia também foi multada em R$ 5 mil. O fato ocorreu na licitação de combustíveis realizada em 2013, 1º mandato da gestora. E envolve a empresa Ébano Derivados de Petróleo Ltda. A decisão do TCM foi publicada nesta terça, 8/10. O tribunal não aceitou a defesa de Cláudia de que quem regula os preços dos combustíveis é o mercado e não o poder público. Mas ainda cabe recurso.