Exclusivo: promotor fala da liminar que proibe empresa de ônibus urbano limitar acesso gratuito de idosos

Spread the love

Depois de descumprir recomendação do Ministério Público estadual (MP-BA), a empresa Eunapolitana/GWG terá de acatar decisão liminar do juiz Afrânio de Andrade, da 1ª Vara Cível da Comarca de Eunápolis, que proibe a limitação do acesso gratuito de idosos de 60 anos ou mais no transporte coletivo urbano. A empresa alega que que reserva 10% dos assentos aos idosos e vinha cobrando a passagem do que passava disso, com relatos de expulsão e constrangimento ilegal praticados por motoristas da empresa. 

A multa diária pelo descumprimento da liminar é de R$ 1.000,00. O promotor Rafael Henrique Andreazzi, autor da Ação Civil Pública concedeu entrevista exclusiva à repórter Aline Werneck, para o Bahia40graus falando da liminar resultante da ação do Ministério Público estadual.

A empresa Eunapolitana/GWG não quis se pronunciar sobre a decisão judicial. O diretor Adelson Cirilo está viajando.

Assista a entrevista do promotor Rafael, que resume porque o Ministério Público abriu inquérito e moveu Ação contra a empresa de ônibus e qual o desfecho da decisão liminar.

Entrevista com o promotor Rafael Henrique do MP-BA


error: