Cacique Babau vai ganhar comenda 2 de Julho por indicação de deputado do PT

Considerado líder de uma milícia que vem, aterrorizando pequenos agricultores e fazendeiros no sul da Bahia, Babau tem a etnia e os propósitos questionados pela sociedade.

Várias entidades se manifestaram contra a indicação do “cacique” Babau para receber a Comenda 2 de Julho, uma das maiores homenagens prestadas pela Assembleia Legislativa. A indicação foi do deputado estadual Marcelino Galo (PT) e aprovada no dia 23/10, sem data para solenidade de entrega.

11 entidades da região de influência do “cacique” emitiu uma Nota de Repúdio contra a indicação.

Para as entidades, Babau “estruturou uma verdadeira milícia, fortemente armada, que consta em centenas de Boletins das Polícias Federal e Civil, como acusada de assassinatos de pequenos agricultores e centenas de casos de invasões de propriedades, com espancamentos, cárcere privado, tortura, saques, queima de instalações e afins”.

A Nota é assinada por 11 entidades:

1 – Sindicato Rural Buerarema

2 – Sindicato Rural Ilhéus

3 – Associação Peq Agricultores – ASPAIUB

4 – Prefeitura de Buerarema

5 – Câmara Municipal Buerarema

6 – Loja Maçônica Romã do Progresso – Buerarema

7 – Igreja Batista Buerarema

8 – Rotary Clube Buerarema

9 – Associação dos Moradores do Alto da

Mangueira

10 – CDL Buerarema

11 – Igreja Assembleia de Deus