STJ condena Datena por chamar inocente de estuprador

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) condenou o apresentador do Programa Brasil Urgente, da TV Band, José Luiz Datena a pagar R$ 60 mil de indenização por danos morais a um homem acusado de estupro no programa ‘Brasil Urgente’. A TV Band também está envolvida no processo.

De acordo com o portal Uol, o autor da ação Marco Aurélio de Paula, teve sua imagem e seu nome divulgados na TV. Na época foi aberto um inquérito policial contra o rapaz, no entanto a polícia chegou à conclusão de que Marco Aurélio era inocente.

Segundo o relator do processo, ministro Luís Felipe Salomão, Datena teria abusado do direito de expressão ao narrar de forma sensacionalista o caso.

“A presente reportagem limitou-se a ouvir as declarações bastante vagas da suposta vítima e do delegado de polícia que, inclusive, não aduz a qualquer prova, mas identifica o autor reiteradas vezes sem qualquer necessidade senão de denegrir a sua imagem e de alavancar a própria audiência”.

Por meio de assessoria, a Band afirmou que irá recorrer a decisão.

“A Band, bem como seus profissionais, respeitam todas as decisões proferidas pelo Poder Judiciário, não lhes cabendo comentar o entendimento judicial. No caso em questão, será interposto o recurso adequado”, diz a nota da emissora.

Nossa opinião – São os exageros do jornalismo policial sensacionalista que só se interessa pela audiência e o faturamento. Pena que outras vítimas desses programas e sites que seguem a mesma linha editorial não tomam a mesma iniciativa.