Votação do empréstimo da Caixa em Cabrália deve parar na Justiça

Mesmo que não se conte com uma vitória na Comarca local, edis estão dispostos a recorrer no 2º e 3º graus para anular a sessão.  

Ao menos 4 vereadores – Xêpa, Luciano Monteiro, Indiara e Humbertinho – estão dispostos a entrar na Justiça contra a votação realizada na semana passada na Câmara Municipal de Santa Cruz Cabrália, pelo fato do presidente da Casa, vereador Romali Pairana, aliado e correligionário do prefeito Agnelo Júnior (PSD), ter mudado de última hora o critério da votação, contrariando o Regimento Interno e lei Orgânica. A votação, segundo o edis, deveria ser feita em duas sessões, de acordo com o grau de relevância da matéria, já que o empréstimo de R4 15 milhões interfere diretamente no Orçamento futuro do município, que ficará comprometido sem que exista nenhum plano de aplicação do recurso nem como a prefeitura pretende pagar o montante, mergulhando o município em um rombo financeiro a perder de vista.