Menu
Banner Prefeitura TOPO
18 de Outubro de 2018

O trabalho parou na prefeitura de Eunápolis depois da derrota da filha do prefeito

A intensa propaganda do governo do prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira (PSD), antes e durante as eleições nas redes sociais e na imprensa chapa branca não cansava de dizer que “o trabalho não para”, mesmo que muitas vezes só existisse esse “trabalho” na propaganda mesmo.

Derrota - Passada as eleições, Larissa, a filha do prefeito, sofreu uma  derrota maiúscula nas urnas para deputada estadual, numa demonstração de que a população reprovou a presunção da família Oliveira, que preferiu afrontar o bom senso do eleitor, do próprio grupo e das autoridades, lançando mais uma candidatura “familiar”.      

Parou por que, por que parou? - E com a derrota eleitoral, a prefeitura praticamente parou. Não há novas ordens de serviço, algumas já existentes não estão sendo executadas, os pagamentos estão suspensos, secretários e servidores temem demissões (algumas já estariam prontas esperando assinatura de Robério, que estaria fora da cidade, revela uma fonte de alta patente). Muitos servidores ligados ao coordenador da campanha de Larissa e secretário de Governo, Jairo Júnior, foram curtir com ele o feriadão na Chapada Diamantina e parecem não se preocupar com o município, postando nas redes sociais fotos comemorando a paisagem.  

Saúde - Um dos setores mais prejudicados, de acordo com as reclamações nas redes sociais é a saúde, onde exames e marcação de consultas estariam suspensos, os postos médicos estariam sem medicamentos e os servidores estariam atendendo a população com visível mau-humor.

Leia mais ...

Com decisão do STJ Itabela recupera mais R$ 6 milhões de precatórios do Fundef

Com a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) proibindo as prefeituras de pagar honorários a advogados com dinheiro dos precatórios do Fundef, R$ 6 milhões dos precatórios de Itabela que estão bloqueados na Justiça aguardando decisão do mérito não podem mais ser pagos a um escritório de advocacia de Recife (PE), que reivindica o valor. Agora, esse dinheiro terá de ser creditado, corrigido, na conta da prefeitura, informou uma fonte ligada ao Executivo municipal. Com o bolo dos precatórios aumentando, a tensão entre professores e prefeitos também cresce. Itabela nunca viu tanto dinheiro de uma só vez e as forças políticas precisam administrar com equilíbrio esse momento.

Leia mais ...

Prefeitura desocupa Beco das Flores na orla de Porto Seguro mais uma vez

Justiça Federal expediu mandado de reintegração de posse. A primeira desocupação foi em 2012.  

 

Em ação conjunta com apoio das polícias Federal e Militar, a prefeitura de Porto Seguro demoliu 6 boxes que foram construídos no Beco das Flores, na orla norte da cidade, ao lado da barraca de praia Axé Moi, de propriedade do vice-prefeito da cidade Humberto Nascimento (Beto Axé Moi). Ação cumpriu mandado de reintegração de posse expedido pela Justiça Federal. Em 2012, após um tiroteio que causou pânico ao trade turístico, 13 boxes que existiam no local foram demolidos também por ordem judicial. O beco das Flores foi considerado pela polícia como ponto de venda de drogas e recepção de pertences roubados de turistas.

Leia mais ...

Queda de quase 30% no FPM deixa prefeituras em apuros

  • Publicado em Bahia

Um dos piores efeitos colaterais da greve dos caminhoneiros (previsto aqui no Bahia40graus) chegou no caixa das prefeituras: a queda brusca do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), principal receita da maioria das cidades, que agora em junho ficou 26,3% menor do que no mesmo período no ano passado.

 

Os prefeitos vão ter que se virar para pagar o funcionalismo a partir deste mês (ainda mais com folhas de pagamento acima do limite) e os fornecedores. Muitas cidades baianas já estão com dificuldades no caixa. O planejamento, geralmente deixado em segundo plano pelos gestores, virou necessidade primária.

 

Lembrete - Sendo ano eleitoral vai ser difícil usar a máquina pública na campanha com folga sem comprometer as finanças municipais. O que pode trazer grandes dificuldades e demissões depois de outubro.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777