Bolsonaro desmobiliza ato do dia 15 por causa do coronavírus

Em pronunciamento na TV, o presidente Jair Bolsonaro pediu aos manifestantes do ato do dia 15 (domingo) para repensarem sobre o protesto.

“Jamais podemos colocar em risco a saúde da nossa gente. Os movimentos espontâneos e legítimos, marcados para o dia 15 de março, atendem aos interesses da nação, balizados pela lei e pela ordem, demonstram o amadurecimento da nossa democracia presidencialista e são expressões evidentes da nossa liberdade. Precisam, no entanto, diante dos fatos recentes, ser repensados”, afirmou.

Mais cedo, ao lado do ministro da Saúde, o presidente que havia chamado o coronavírus era “fantasia”, usou máscara para falar da doença com a população nas redes sociais.

O Bahia40graus havia criticado o presidente por convocar a população a protestar no dia 15, apesar da ameaça do coronavírus. Agora, Bolsonaro viu que a doença que virou pandemia e afeta centenas de países no mundo e chegou ao Brasil não é “fantasia”, como ele falou.

error: