Jânio quer liberar eventos no Réveillon em Porto Seguro

Spread the love

Apesar da volta do crescimento da pandemia em uma evidente 2ª onda da covid na Bahia, no país e no mundo, o prefeito eleito de Porto Seguro, Jânio Natal (PL), postou video em suas redes sociais afirmando que assinará decreto autorizando as festas de réveillon na cidade, assim que tomar posse.

Algumas ressalvas merecem ser ditas:

1 – A posse oficial de Jânio, que o torna apto a assinar decretos, será no dia 1º de janeiro, em sessão solene na Câmara de Vereadores, que deve ocorrer pela manhã ou tarde, depois do réveillon e não à meia-noite como quer o prefeito eleito;

2 – A não ser que a nova legislatura já esteja comprometida em fazer a vontade do novo prefeito, disposta até a quebrar o rito tradicional;

3 – O prefeito de uma cidade não pode ir contra uma lei estadual em vigor, portanto, mesmo querendo fazer a vontade popular e da maioria dos empresários de turismo, Jânio terá de seguir os protocolos de saúde estabelecidos pelo governador Rui Costa (PT), que até agora proíbe eventos com mais de 200 pessoas em toda a Bahia, para evitar aglomerações.

Estratégia

Mas o Jânio não é bobo, ele está chamando à atenção do presidente Jair Bolsonaro ao enfrentar o governo petista na Bahia em relação ao combate à covid, usando como bandeira a visão negacionista e economicista do bolsonarismo, que tem o apoio dos evangélicos em Porto Seguro.

Também joga pra torcida ao incensar os empresários do trade que estão ávidos pelo retorno do turismo com ou sem covid.   

História

Afinal, a dupla Jânio prefeito-Paulinho vice foi eleita com apoio maciço do empresariado local, de bolsonaristas e de evangélicos, derrotando larga vantagem de votos o candidato e deputado federal Uldurico Jr (Pros), apoiado pelo governador petista e a maioria de seus aliados, numa disputa histórica.

E quem ganha a eleição municipal dita a narrativa e escreve a história.  

error: