Eunápolis tem duas equipes de Saúde da Família descredenciadas por incompetência da gestão

A propaganda enganosa da prefeitura de Eunápolis de que o município é referência na Atenção Básica à saúde foi destruída por uma Portaria do Ministério da Saúde. Duas equipes de Saúde da Família (eSF) foram descredenciadas pelo MS, conforme a Portaria 1384/2019, de 28 de junho. 

Na Bahia, apenas 4 cidades tiveram eSF descredenciados. As outras foram Coaraci, Dias D’Ávila e Nova Redenção. 

A incompetente gestão da saúde em Eunápolis deixou de enviar a informações ao Ministério da Saúde por mais de 60 dias. É inaceitável tamanho descaso. Enquanto isso, o atendimento precário e desumanizado em praticamente 100% da rede pública de saúde continua sendo a marca da gestão. 

Nossa opinião

Faltou à atual secretária de Saúde, a enfermeira Márcia Quaresma, fazer um rápido diagnóstico situacional do setor para evitar casos como este. O município tem 120 mil habitantes e não pode ficar vivendo de apagar incêndio, sem um planejamento viável. Precisa de uma gestão na saúde capacitada para prever e dimensionar as necessidades básicas do setor.

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do Bahia40graus

 

FOTO ILUSTRATIVA

 

error: