Bolsonaro deixa o PSL e quer criar o Aliança

O novo partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, chama-se Aliança pelo Brasil. A saída dele do PSL foi oficializada nesta terça-feira (12/11). Até a legalização da nova legenda no TSE o presidente ficará sem partido.

Segundo a Justiça Eleitoral, o grupo agora precisa colher 500 mil assinaturas em ao menos 9 estados e entregá-las ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até março de 2020 para que o Aliança pelo Brasil possa lançar candidatos próprios nas eleições municipais do ano que vem. 

A coleta de assinaturas para a criação do novo partido pode ser feita por meio de aplicativo com certificação digital a fim de acelerar o processo.

A nova legenda deve integrar 15 dirigentes na Executiva, cerca de 25 deputados do PSL, 10 de outros partidos.