Para Viola a Polícia Federal deve investigar atentado à rádio comunitária em Coroa Vermelha (Cabrália)

Spread the love

Ataque à emissora se deu em área indígena de alçada da PF.

O Bahia40graus recebeu na manhã desta terça-feira, 18 de agosto, uma moção de repúdio do pré-candidato a prefeito de Santa Cruz Cabrália, Viola (PSB), ao atentado, possivelmente criminoso, sofrido pela rádio comunitária da aldeia indígena de Coroa Vermelha, bairro da cidade, área sob jurisdição federal. 

Em nota, o pré-candidato do PSB disse que a rádio comunitária de Coroa Vermelha tem se posicionado de forma democrática quanto a sucessão municipal na cidade, entrevistando todos os pré-candidatos, inclusive o próprio Viola.

O pré-candidato do PSB destaca que tem manifestado em entrevistas à emissora a “necessidade de correção de uma série de situações que ao longo dos anos nunca foram corrigidas em Cabrália, com deficiência na Educação, na Saúde, na área social e a falta de valorização do setor agrícola de trabalho, que não é menos importante do que o turismo para a economia do município”, destacou Viola.

Viola (PSB)

Para o pré-candidato a prefeito, é prematuro apontar de onde partiu o atentado. “A rádio comunitária vinha prestando um serviço essencial à comunidade de Coroa Vermelha, como porta-voz da população local, seja em defesa das causas indígenas, da melhoria da Educação, da Saúde, do saneamento básico, da habitação entre outros assuntos”, destacou Viola.

O pré-candidato lamenta profundamente o episódio e como se trata de uma área indígena federal ele espera que a Polícia Federal entre nas investigações e que haja uma união de todos para que a emissora volte a funcionar.

Bahia40graus apurou que o atentado provocou danos em diversos equipamentos como microfones, mesa de som, entre outros. Há relatos de que havia forte cheiro de gasolina no local.

error: